terça-feira, 1 de setembro de 2009

Sol de Primavera


Quando entrar setembro
E a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão
Onde a gente plantou
Juntos outra vez
Já sonhamos juntos
Semeando as canções no vento

Mesmo assim não custa inventar
Uma nova canção
Que venha nos trazer
Sol de primavera
Abre as janelas do meu peito
A lição sabemos de cor
Só nos resta aprender
Quando entrar setembro
E a boa nova andar nos campos
Quero ver brotar o perdão
Onde a gente plantou
Juntos outra vez
Já sonhamos juntos
Semeando as canções no vento

Quero ver crescer nossa voz
No que falta sonhar
Já choramos muito
Muitos se perderam no caminho
Mesmo assim não custa inventar
Uma nova canção
Que venha nos trazer
Sol de primavera
Abre as janelas do meu peito
A lição sabemos de cor
Só nos resta aprender






Simpatia



Simpatia - é o sentimento


Que nasce num só momento,



Sincero, no coração;



São dois olhares acesos



Bem juntos, unidos, presos



Numa mágica atração.



Simpatia - são dois galhos



Banhados de bons orvalhos



Nas mangueiras do jardim;



Bem longe às vezes nascidos,



Mas que se juntam crescidos



E que se abraçam por fim.



São duas almas bem gêmeas



Que riem no mesmo riso,



Que choram nos mesmos ais;



São vozes de dois amantes,



Duas liras semelhantes,



Ou dois poemas iguais.



Simpatia - meu anjinho,



É o canto de passarinho,



É o doce aroma da flor;



São nuvens dum céu d'agosto



É o que m'inspira teu rosto...



- Simpatia - é quase amor!






Casimiro de Abreu

Para sonhar e dançar...



Na minha opinião, ninguém como Liza Minelli para interpretar esta canção. Quanta garra! Adoro deixar-me levar pelo som desta música!
Desligue o som do blogue e venha dançar também!



Mas vamos combinar... com Frank Sinatra.... bom demais!