terça-feira, 18 de novembro de 2008

Animal de Estimação


antes de cair
numa insensata apatia
venho de público
requerer junto a ti
um direito postulado pelo coração
o direito de ser
num infinito espaço de tempo
teu animal de estimação.


.

Um comentário:

A. Jorge disse...

Sejas bem aparecida!...
Gostei muito do teu poema!

Um beijo

Jorge