domingo, 15 de fevereiro de 2009

Quando é Amor


A gente sabe que é amor
Quando um simples beijo queima o coração
Um sorriso, um olhar
Um toque, um aperto de mão

A gente sente é pra valer
O corpo treme todo
A voz não quer sair
Não dá pra disfarçar
Os olhos não conseguem mentir

A gente deita pra dormir
Mas o sono não vem
Não quer saber de nada
Não quer ver ninguém
O tempo é inimigo corre devagar

No rádio uma canção tão bela
Uma história de amor
Eu quero estar contigo seja como for
Sem essa de juízo
Não dá pra esperar

Vem meu amor
Não faz assim
Você é tudo aquilo que sonhei pra mim

Vem meu amor
Não diz que não
Você já é o dono do meu coração.

2 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Olá Cláudia, obrigado pela sua visita.
Gostei do seu blogue, vc tem poemas que gostei e muito românticos.
Boa semana para vc.

SAULO PRADO disse...

Olá Cláudia, como um amante da poesia, gostei do encontro que tive com ela em seu blog.
Beijos; e até mais!!!