quinta-feira, 5 de março de 2009

Minha Rua



O cheiro da minha rua ao meio dia
É irresistivelmente feijão no fogo
A confusão da minha rua à tardinha
É incansavelmente, menino, bola, bicicleta
O silêncio da minha rua no cair da noite
É sussurradamente o dia amanhecendo.

(Talita do Monte)

Nenhum comentário: