sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Quanto vale a liberdade?



Quanto vale a liberdade
Para quem não quer saber
Do Sol nem da sociedade
E sonha em também poder?

Qual o preço da revolta
Para quem só pensa em si
E se entregando nem nota
Como foi pra conseguir

De que vale libertar
Quem não sabe dar valor
Pra quem livre nada sente

Pra quem irá novamente
Por vontade se entregar
E zombar do salvador

Um comentário:

Nilson Barcelli disse...

Também gostei deste seu soneto, muito bom.
Beijo.