quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Salmo do Silêncio



Tão grande é meu silêncio que ouviria
uma hóstia pousar sobre uma nuvem ,
a floração de estrelas no abismo
e o murmúrio de Deus amando o mundo.

Neste convulso silêncio escutaria
uma luz caminhando no infinito
e a tristeza de um anjo abandonado.

Tão puro meu silêncio que escuto
o solitário coração de Deus
fluindo angústia. E às vezes sinto
desdobrar-se em silêncio e mais silêncio
a grande voz a murmurar meu nome
na negra solidão inacessível.

Yttérbio Homem de Siqueira
de "Abismo Intacto"
1932-1981-RG do Norte-

Um comentário:

Vinícius*Magalhães disse...

Olá Claudia ! Tudo bom?
Gostei muito do seu blog, bem simpático e ótimos textos. Queria saber se tem algum e-mail pra contato ou algo do tipo. também tenho um blog meu, mas sou novo nessa área. Escrevo algumas coisas que acontecem por ai...

meu e-mail é vncs.magalhaes@globo.com
quem sabe não trocamos uns links, hehehe.

Fique na Paz ;)